sexta-feira, 27 de setembro de 2013

eu não quero reencontrar nenhum bom amigo de outrora porque ele vai me perguntar "como é que tá?" e eu vou ou dizer uma mentira bem gorda tipo "tudo bem" ou a verdade "minha vida tá uma merda e não quero falar dela". Depois disso, esse bom amigo de outrora não vai querer mais ficar perto de mim, afinal, eu sou bem deprimente. E nada na minha vida vai mudar.
Minha casa é vazia, minha sala está empoeirada pelo desuso, ninguém vai no meu casamento por minha causa e acho que é isso ai.
Gente triste, pobre, solitária, etc., tem a vida como uma merda pela qual a gente tem que pacientemente passar. Seja lá qual for o fim das contas.
Nesse caso, seja lá qual for sua crença de vida após a morte, um preto vazio ou um céu cheio de nutella, o fim da vida sempre vai ser melhor. Tipo "nada pode piorar essa droga".

sexta-feira, 20 de setembro de 2013