terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

se olharmos ao mesmo tempo


foto por Rodolfo Coelho

O que me consola
é que sempre haverá
um ponto
em comum
no céu
para cada um de nós
olhar
e assim estaremos
no mesmo
lugar

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

foz


saudade daquele céu dolorosamente azul.
do meu tempo a sós com Deus no lugar de sempre.
daquele riacho que nunca conseguimos alcançar.
do caminho de pedras vermelhas.
do pássaro que Deus usava para falar comigo.
das incontáveis estrelas.
da noite clara.
do ônibus escolar.
da quadra.
da brita que cortava o caminho até o portão.
daquele desenho na lousa.
daquele espelho grande.
das nossas músicas.
de imitar os quero-queros e vê-los responder.
de ajudar a carregar as coisas.
de sentar no chão.
saudade de não sentir saudade de ninguém.
saudade de você.
xero

[por mensagem de celular. 20 de fevereiro de 2012]