terça-feira, 20 de dezembro de 2011

silêncio, louvor e o resto da vida

[enviado em 21/12/2011, às 01:10 para email Grupo da Família Feitosa]

As pessoas tem muitas maneiras e momentos para usar palavras, e são raríssimos aqueles de silêncio.

Há duas semanas atrás eu perdi um amigo. Uma coisa besta como um atropelamento que gerou uma embolia pulmonar.
Ficamos mudos. Não havia palavras, nem orações, nem nada... Foi um dia completamente silencioso. Acredito que Deus entenda.
Mas no dia seguinte, eu vi as palavras voltarem em forma de música....ele foi para a Glória. Para o Pai.

Cara, lembrando disso hoje, eu pensei...eu tenho inveja. Claro... que filho de Deus não quer, mais que qualquer coisa, ficar perto do Pai?
Aqui é dia de silêncio, que passa para louvor, que passa para 'continuar a vida'.
No céu, é dia de FESTA!
Lembro quando Paulo falou aos Filipenses sobre a vida e a morte. 
No Capítulo primeiro, versículo 21 ele fala "Porque, para mim, viver significa oportunidades para Cristo, e o morrer é melhor ainda."
Em outras versões eu li "morrer é lucro".

Enquanto formos úteis para Deus, temos que louvar nossos dias e agradecer a Deus por ele...sejam os dias bons ou os ruins..."aproveitá-los", como fala Salomão fala em Eclesiastes. 
Quando não formos mais úteis para os desígnios de Deus aqui na terra, devemos agradecer ainda mais. Os dias de sofrimento acabaram, e vamos voltar para casa.

Tio nando voltou para casa. 
Só nos resta ficarmos em silêncio, louvar e continuar a vida.

Mas oremos sempre, pois o consolo só vem do Senhor.
amo vocês
Maria Clara

sábado, 17 de dezembro de 2011

é real...

Eu comecei a ficar com medo do que elogios excessivos podem fazer a uma pessoa. Nesse caso comigo.
Me têm como uma santa.
Comecei a, decididamente, me assustar.
E é por isso que fiquei feliz ontem, quando tudo foi posto em perspectiva e a realidade foi novamente realidade.

Ontem concordamos que sou orgulhosa, e eu ouvi que orgulho é mediocre, feio, fede, nojento, pequeno...

Ah Deus, finalmente.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

faça tudo apaixonadamente.

Eis que meu plano de fundo me fala..

Eis que eu já faço...

mas faço só para mim.

domingo, 4 de dezembro de 2011

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Depende...

 
Gostaria de compartilha uma coisa que me aconteceu ontem.

Eu estou completamente perdida no tempo e no espaço, e só lembro meu nome porque o google chrome memorizou minha senha de e-mail. Acho que isso vem no pacote da monografia. Mas ainda assim consigo lembrar qual ônibus que devo pegar para ir para universidade. 
Quando desci do ônibus, encontrei uma amiga. Ela estava com um cachorrinho na bolsa e estava acompanhada de uma garota. Ela me perguntou onde era o Hospital Veterinário, então eu as levei comigo. Enquanto caminhávamos, a garota que estava com ela perguntou: "Nossa, você é veterinária!? Que legal!!"
Eu respondi bem ridícula: "Ainda não...daqui a 15 dias!"
Então a garota foi e quebrou minhas pernas me perguntando: "E ai? O curso é bom?"
Eu: "..."
Gaguejei umas coisas que ela provavelmente não entendeu e depois que nos separamos eu fiquei impressionada com a minha firmeza! 

Um tempo depois, eu estava tentando resolver umas coisas da pesquisa e passei na frente da sala do 10° período (penúltimo período). Que, CLARO, estava vazia, claro, estava com o ar-condicionado ligado e, claro, estava com a porta aberta. Eu em toda a minha 'ecochatisse' fui fechá-la, mas me detive. Faz 1 ano e meio que eu passei por aquela sala. Que eu estive sentada ali, louca para que terminasse tudo e, de repente, em 15 dias de fato estará.  Minha pressa não foi tão apressada assim! Enfim, entrei, fechei a porta e me sentei. Olhei em cima da lousa branca e tinha os restos de uma brincadeira da turma do período anterior ao meu: um desenho de um bonequinho que dizia "estava adiantando meu ESO!"  Então lembrei da pergunta da menina: o curso é bom??
De repente eu achei a resposta! Era tão óbvia. E tinha tudo a ver com o que eu estava estudando em minha monografia. É simples:

"Depende do que você quer fazer com ele."